Abradisti

Contato
  • News Context: As funções e inovações do distribuidor na colaboração estratégica

    Por Abradisti em 20/12/2017 18:14:36

    Neste último texto da News Context de 2017, veja quais são as transformações do distribuidor diante da colaboração estratégica e como esta relação tem criado novos pontos de atenção para a cadeia de suprimentos.

    Entenda quais são as transformações do distribuidor diante da colaboração estratégica e como esta relação tem criado novos pontos de atenção para a cadeia de suprimentos

    Na Terceira parte de nossa série de entrevistas, vamos entender as funções e as transformações do distribuidor na cadeia de suprimentos com a colaboração estratégica, e como o aumento das expectativas do consumidor está criando novos pontos críticos de logística para o varejo e os fabricantes.

    Para isso, falamos com Nitin Chhabra, CEO da Ace Turtle, que compartilhou conosco seu ponto de vista sobre a mudança de função dos distribuidores e a maneira inovadora que a Ace Turtle encontrou para atuar como um omnichannel na região da Índia e APAC.

    Outro assunto da conversa foi sobre como resolver a chamada “última milha”, que não é apenas uma necessidade do varejo, mas também de quem distribui. Afinal de contas, o distribuidor também faz parte da cadeia e precisa se inovar para colaborar estrategicamente com as oportunidades que surgem para todos os participantes.

    As transformações do distribuidor como centro de colaboração no omnichannel

    News Context - Como a Índia é diferente e ao mesmo tempo similar à Europa e EUA no comércio de varejo?

    Nitin Chhabra - A Índia é um país onde nunca se teve um catálogo ou remessas pelo correio realmente estabelecidas. Ali, e na maior parte do APAC, o varejo se construiu a partir dos pequenos comércios de lojas físicas. Conforme o e-commerce foi atraindo mais os indianos, esse comércio físico foi se transformando em comércio online.

    Hoje, no que se refere ao varejo, a Índia não é muito diferente de outras regiões. Os compradores se tornaram mais omnichannel, esperando poder comprar qualquer coisa, a qualquer momento e em qualquer lugar. Isso cria o desafio de logística para atender o cliente no último trecho ou na loja física. Nós vemos isso como a maior oportunidade e diferenciador para Ace Turtle.

    NC - Então, como você enxerga seu papel nesse novo ecossistema de omnichannel?
    Nitin Chhabra - Nós não chamamos mais a Ace Turtle de distribuidor. Nós descrevemos nossa função e serviços como uma plataforma de integração do comércio online e offline. A Ace Turtle é o que conecta as marcas aos consumidores. Nós viabilizamos o consumo local com eficiência. Sim, nós ainda oferecemos o estoque, logística e serviços de envio. Porém, todos esses serviços são integrados em uma plataforma coletiva para que se possa entregar o produto nas mãos do cliente da maneira mais eficiente possível.

    NC - Como vocês colaboram estrategicamente com as marcas?
    Nitin Chhabra - A Índia é um país enorme, mas não possui grandes redes de varejo que cobrem todo território, como na Europa ou EUA. Em função disso, as marcas tiveram que abrir suas próprias lojas.

    Muitas delas são franquias. O consumidor omnichannel agora encontra todos os produtos online e espera que as lojas possam atendê-lo localmente. Eles também esperam ter opções de recebimento.

    Os consumidores se preocupam com o produto que eles querem, não com a forma como ele chega. Então, as marcas devem ter parceiros para otimizar a distribuição com eficiência local.

    A Ace Turtle trabalha com as marcas para otimizar o formato da logística e chegar ao cliente com mais eficiência. Nossa plataforma avalia de onde o produto irá sair, baseado em mais de 40 fatores, como natureza do produto, tamanho, presença de mercado, distância etc. Com nossa plataforma e serviços, nós conectamos o fabricante com a oportunidade de venda e então otimizamos o fornecimento para criar o menor caminho até a entrega final.

    NC - Como vocês colaboram com o varejista e qual o benefício dele?
    Nitin Chhabra -  Hoje o omnichannel cresce muito na Índia. Nós temos o diagrama abaixo para ilustrar a complexidade de se atender as expectativas de compra e entrega do consumidor em uma grande região.

    brand

    Através de nossa plataforma na nuvem, nós permitimos ao varejista se conectar com o consumidor por vários canais e de diversos aparelhos para otimizar o serviço pela proximidade com o consumidor. Nós não otimizamos as oportunidades para “clique e colete” na loja, mas nós ajudamos o varejista a suprir a demanda local com o envio a partir de suas lojas para a casa do cliente.

    NC - Quais são seus fatores mais importantes para colaboração estratégica?
    Nitin Chhabra - A era da distribuição apenas como “box mover” é passado. A Ace Turtle acredita que o distribuidor deve se inovar e assumir o papel de centro de entrega, portal e plataforma que “permite as marcas e o varejo se capitalizarem com as oportunidades do omnichannel”.

    Todos os parceiros devem se aproximar da colaboração estratégica para criar um ecossistema que foque no cliente como ponto central para criar soluções de ponta a ponta. Para se chegar a isso o ponto crucial de sucesso que permite essa eficiência e otimização é o compartilhamento dos dados, análise e visibilidade em uma plataforma comum, com métricas formadas para gerar resultados que cheguem a todos os parceiros.

    Leia os demais textos de nossa série de entrevistas: Colaboração sob a perspectiva de uma marca global e Colaboração nas vendas sob a perspectiva do varejista

    Compartilhe:

    deixe seu comentário

    Assine Nossa News


    Assine nossa newsletter e receba novidades diretamente em seu e-mail